brecho

Bate-papo com Fábio Rodrigues

19:21

Fui conhecer o brechó do Fábio,ele já apareceu por aqui.Participei do desfile que ele organizou lá no Sesc e em dia de desfile não tem condições de pararmos para falar com ninguém,vamos combinar?É uma correria.Fui visitá-lo e tivemos  uma conversa sobre brechó...Confiram:

Luziane - Como começou o brechó?

Fábio - Começou com a iniciativa da minha mãe junto com uma amiga,há 10 anos,de abrir um brechó,só para conseguir uma renda e ajudar nas despesas de casa.Há 5 anos,comecei a fazer curso de figurino para teatro,cinema  e comecei a me interessar mais pelo brechó.E já tinha um acervo bem grande ,que minha mãe tinha conseguido produzir com a sua amiga.Depois desse curso fui desenvolvendo várias coisas ,técnicas de tingimentos em peças próprias, e o meu olhar foi bem melhor porque eu já era ciente do que era moda , do que eu podia juntar para ter esse lance do atual e as peças mais vintage.E minha mãe não tinha essa noção,ela comprava para vender,não tinha objetivo nenhum.Pra mim,já foi melhor porque eu tinha uma visão mais ampla do produto e podia comprar com mais aptidão.

Luziane - E como você garimpa as peças ?

Fábio - Eu vou comprando as peças,nunca as pessoas vem aqui.Porque as vezes pensam que brechó é doação,no meu caso nunca foi.Há 10 anos ,sempre saímos comprando, procurando em outros brechós para ir garimpando e trazer para cá.As vezes você vai num brechó tem 1.000 peças e você só encontrar 2 que são legais.

Luziane - O que mais procuram aqui?

Fábio - Peças vintages são sempre em alta são as mais procuradas por causa do acabamento, da costura ,do tecido que não existe mais.Então, acaba sendo algo mais exclusivo porque não é mais fabricado.

Luziane - Quais as marcas famosas que podemos encontrar por aqui?

Fábio - Dior, Yves Saint Laurent ,Valentino ,Chanel.(interrompo como uma louca rsrs.'Oh!Fábio quando chegar chanel é minha,tá?tu me liga...')Agora é assim,chegou vende no mesmo dia.Também tem as mais 'pops'  como Zoomp, Disritmia ,Forum, M officer,Cantão...Eu saio catando mesmo o que tem de melhor.

Luziane - Ainda hoje tem pessoas que tem preconceito com brechó.O que você tem a dizer sobre isso?

Fábio - Eu acho o brechó um celeiro de moda,tudo que já aconteceu na moda está ali.E a moda é tão ciclíca,que você pode aproveitar isso.Então,você pode vir aqui e encontrar algo que voltou a estar na moda,na verdade sempre vai encontrar algo porque o brechó é a essência da moda.Então como não vai achar?Eu acredito que não tem mais o que se inventar, a moda vai se reinventando.É tudo uma questão de estilo pessoal.Sempre vai ter alguma coisa que vai lhe agradar e lhe cair bem.

Luziane - Como você percebe o seu público.Eles se preocupam com sustentabilidade?

Fábio - Nem sempre.Tem pessoas que vem em busca de peças achando que é R$5,00 com em qualquer brechó.Mas como eu tenho o esmero de garimpeiro,e sei o que estou procurando justifico o porque do preço e trabalho essa conscientização.As vezes,nem sabem o que estão procurando e se identificam aqui com a peça - interrompo:"como no meu caso que encontrei uma calça CANTÃO!da coleção anterior"- (Infelizmente não levei =( porque não coube em mim ).E como as pessoas tem essa idéia que brechó é coisa antiga e tal,sempre procuro peças novas.

Gente,tem 2 ternos masculinos YSL!!1 Dior por lá,tem noção rsrs

Onde encontrar : Fábio Rodrigues Brechó - Av. General Osório (próximo ao Pavilhão do chá)


Você também pode gostar de:

0 comentários

Obrigada por sua opinião,é essa troca que torna o blog cada dia melhor..=)

Deixe seu link, junto com sua mensagem para que eu possa conhecer seu blog =D.

E para quem não tem respondo por aqui,ok?

BJS, Luzi.

P.S.:Os comentários são moderados.

Projeto

CURTA