chanel

Lições de marketing por Chanel

09:45

Olá meninas, li o livro 'O evangelho de Coco Chanel' da escritora Karen Karbo e desde então queria ter feito esse post, mas nunca é tarde.Quem já acompanha o blog há algum tempo, sabe que o meu maior sonho é montar o meu negócio, uma loja de confecções unindo duas paixões: moda e negócios. Então, sou uma 'formiguinha'(o pessoal de lá me chamou assim uma vez,alegando que quero 'devorar' todas as palestras como se fosse doce e achei engraçado rs) de Sebrae e ao ler o livro a parte que mais me despertou ,foi a visão empreendedora que Chanel já tinha naqueles tempos de forma nata.

A autopromoção de Chanel, que muitos condenavam, não devia ao fato de querer vender suas peças.As vendas foram uma consequência. A autopromoção de Chanel mais do que estar ligada a publicidade de seus produtos, tinha haver com a propagação dos seus ideais. Vestir CHANEL era se apropriar de um estilo de vida, naquele contexto histórico.A roupa tinha uma história, um significado.


Juro que não sabia que existiram perfumes de outros estilistas antes de Chanel =X. Segundo o livro, antes dela os perfumes tinham nomes como Sang Français (Sangue Francês) ou Le Fruit Défendu ( O Fruto Proibido) e vidros extravagantes. O vidro simples chamou atenção, assim como o nome.E porque número 5? Não se sabe o porque.O mistério parece ter ajudado...Mas tudo isso (talvez) não tivesse adiantado caso ela simplesmente o tivesse colocado na mídia e pronto!
Divulgação: Chanel distribuiu as suas melhores clientes pequenos frascos do perfume sem o rótulo. As clientes ficaram loucas para obtê-lo e tendo essa 'aprovação' ela passou a fabricá-los em grande escala.O restante da história todos nós já sabemos, a maior parte da fortuna de Chanel se devia a venda dos perfumes, ela sabia que quem não pudesse comprar o seu vestido, ou saia ou qualquer outra peça se daria o luxo de comprar seu perfume e esse é o preceito que as marcas de luxo seguem até hoje!
Tantas lições podemos tirar dessa história toda. Desde a concepção do produto até a divulgação, tudo foi pensado no perfil do público( que Chanel conhecia muito bem).Despertar o desejo das suas clientes era uma opção acessível e infalível.


Na década de 30, vários estilistas lutaram contra as cópias. Criaram o slogan Copier Cést Voler (copiar é roubar). Mas Chanel não se importava, ela acreditava que está era uma publicidade gratuita de disseminação do seu estilo. Quando foi chamada para trabalhar em Hollywood percebeu ali a oportunidade de disseminar sua filosofia de vida a nível mundial. Ela sabia que apenas em seu atêlie as peças sairiam perfeitas e as mais ricas sempre pagariam (como pagam) o luxo de ter um produto recém-saído de lá.


Talvez essa seja a mais importante lição, tudo começa por aqui não é mesmo? Fazendo o nosso melhor.
Espero que tenham gostado do post meninas/o.Adoro escrever posts assim.(Demoro por causa do tempo curto, mas gosto hehe)

Você também pode gostar de:

6 comentários

  1. Luzi, amei o post e fiquei com imensa vontade de ler o livro =)
    Ela é d+ mesmo!
    Sobre o Chanel nº 5 li que ela havia pedido algumas fragrâncias para um perfumista e a que ela mais gostou foi a nº 5... Não sei se é lenda hehe
    Bjoo

    ResponderExcluir
  2. Adoreiiii o post e fiquei feliz que vc tem o mesmo sonho que eu.
    Tbm quero uma loja, amo moda, estudo tuuudo voluntariamente...desde marketing, livro sobre empreendedorismo, relações públicas, Sebrae é BFF kkkkkk e também filmes...ain tuddo que possa me ligar ao que desejo.
    Boa sorte e muito sucesso para nós!

    xoxo

    ResponderExcluir
  3. Para mim ela é a estilista de todos os tempos. E ponto. hehehe

    bjs,

    Morena
    http://todamocinha.blogspot.com

    ResponderExcluir
  4. Amore!! Adorei o post!
    Chanel é pura inspiração!
    Beijos

    ResponderExcluir
  5. Luzi, obrigada pela atenção e pelo comment mais que informativo lá no meu blog! Tá mto bem informada a senhorita =)
    Vou fazer uma confissão: outro dia senti o cheiro do famoso Chanel nº5 que minha prima trouxe da Europa pra presentear a mãe dela e... não compraria. Claro que não é ruim, é um cheirinho bom que me lembrou talco, mas não fez minha cabeça.
    Bjo

    ResponderExcluir
  6. Luzi

    Chanel imortalizou-se com seus ideais e bom gosto!!!

    Bjs!

    ResponderExcluir

Obrigada por sua opinião,é essa troca que torna o blog cada dia melhor..=)

Deixe seu link, junto com sua mensagem para que eu possa conhecer seu blog =D.

E para quem não tem respondo por aqui,ok?

BJS, Luzi.

P.S.:Os comentários são moderados.

Projeto

CURTA